Acesso Associados       Contato
 
Notícias

Proposta para superar os desafios na saúde

O setor de saúde vive uma eterna crise, enquanto o olhar do povo é de que esta é a sua principal carência. O sistema público, fechando quase três décadas sob os princípios doutrinários da universalidades, da integralidade e da equidade, tem séria crise de realidade, com carências de financiamento e gestão para suprir a assistência de três quartos da população.

A supletiva – leia-se planos de saúde – responde pela assistência de 50 milhões de brasileiros, muitas vezes insatisfeitos tais quais os usuários do SUS. Para piorar, quem presta o serviço acha que é mal remunerado; quem compra ou intermedeia, que paga demais. Se o desagrado alcança a todos, como resolver o problema?

Um dos principais problemas reside no conceito cultural de combater o mal e não prevenir o mal. Os investimentos em cuidados à saúde e bem-estar são ainda muito tímidos no país. Podemos observar que o saneamento melhora, mas a metade dos brasileiros segue sem esgoto.

Nestes 10 anos de vigência da Lei do Saneamento Básico, o abastecimento de água passou de 80,9 para 83,3%, e quanto o acesso à coleta de esgoto passou de 42% para 50,3%, o que vale dizer que ainda mais de 100 milhões de pessoas utilizam medidas alternativas para lidar com os dejetos, seja através de uma fossa, seja jogando o esgoto diretamente em rios. É sabido que a cada real aplicado em saneamento economizamos 10 no combate a doenças. 

E para quem está na linha de frente na atenção à saúde, como encontrar soluções para cumprir seu papel e agradar a clientela – ou não entrar em conflito com ela – diante de dificuldades de toda ordem? Para quem gerencia os serviços, um dos desafios está na qualificação, seja da mão de obra ou na resolubilidade assistencial.

Esta questão estará no foco dos debates do 7.º Encontro Paranaense da Saúde, que será realizado de 20 a 22 deste mês na Universidade Positivo, em iniciativa que envolve as instituições representativas dos hospitais e demais estabelecimentos de serviços de saúde privados, com apoio de organizações profissionais e de qualificação, como a Organização Nacional de Acreditação e Instituto Paranaense de Acreditação em Serviços de Saúde.

A grandes “feras” de gestão e governança corporativa da área de saúde, que fazem parte do rol de palestrantes, junta-se o jornalista e cientista político William Waack, apresentador do Jornal da Globo. Ele fará a palestra de abertura do evento, que se propõe a inovar e trocar experiências e ainda tem em destaque a Feira de Negócios – Produtos e Serviços, com novidades para o setor.

A edição do ano passado teve mais de 850 participantes, número que a organização acredita ser ainda maior este ano, apesar do cenário de dificuldades ainda marcante na saúde, explicitado com a migração acentuada de usuários de planos de saúde para o SUS, grande parte após terem perdido seus empregos. A programação do encontro está disponível em www.encontrosaude2017.com

Fonte: Paraná Portal

Voltar

FEHOSPAR
Federação dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviço de Saúde no Estado do Paraná

R. Augusto Stresser, 600 - Curitiba - PR - CEP: 80030-340
Fone: (41) 3254-1772 - e-mail: fehospar@fehospar.com.br

Copyright Fehospar © Todos os Direito Reservados.

hidea.com

Facebook