Acesso Associados       Contato
 
Notícias

Nota FBH sobre o Estudo de Incidência de Eventos Adversos nos Hospitais

Nota FBH sobre o Estudo de Incidência de Eventos Adversos nos Hospitais

 

Brasília, 27 de novembro de 2017.

 

O Brasil é hoje uma referência internacional em excelência médica e hospitalar, o que inclusive vem fomentando a vinda de estrangeiros para aqui se tratar em áreas de alta complexidade.

Diante deste contexto, a Federação Brasileira de Hospitais vê com preocupação a forma como foi divulgado o estudo sobre incidência de eventos adversos como causa mortis em altas hospitalares, desenvolvido pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), patrocinado pelas operadoras de saúde, por meio do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS).

Com relação a este estudo, a Federação Brasileira de Hospitais esclarece que:

- considera de fundamental importância o estudo desses eventos, como parte do compromisso e do esforço para garantir segurança clínica e melhoria dos processos hospitalares de atenção à saúde;

- é necessário avançar em mecanismos de medição desses eventos, estabelecendo comparativos nacionais e internacionais que permitam ao setor de saúde e à população acompanhar sua evolução, mérito que reconhecemos na referida iniciativa e em outras que já são desenvolvidas pelo setor hospitalar e pela classe médica há muitos anos, tais como programa Farol Nacional/Sindhrio, Observatório Anahp, inúmeros programas de acreditação hospitalar etc.

- discorda da forma como feita a divulgação parcial e descontextualizada do referido estudo, sem observar parâmetros da correta metodologia científica, o que levou a conclusões alarmistas e generalizações incorretas, sobre um problema real e que é enfrentado cotidianamente pelos hospitais.

- o estudo mostra que a incidência de eventos adversos em altas hospitalares no Brasil é significativamente menor do que em países como Reino Unido, Austrália, Canadá etc. Infelizmente, isso não foi destacado no estudo;

- não é adequado extrapolar as conclusões do estudo para o conjunto da saúde no país, uma vez que se trata de uma base amostral com características específicas.

 

Em síntese, trata-se de um assunto grave, cuja divulgação na mídia deve ser feita com cautela e responsabilidade para evitar alarme desnecessário que tumultuam o processo de evolução da segurança clínica.

 

A Federação Brasileira de Hospitais, entidade que representa o setor há 50 anos, considera igualmente importante que se investigue os impactos causados pela burocracia administrativa dos intermediários financeiros, que provocam impacto no cuidado dos pacientes e que se tornam evidentes na explosão da judicialização verificada no Brasil.

 

Por fim, o setor hospitalar faz um convite às operadoras de saúde, à classe médica, aos laboratórios e clínicas para que juntos realizem novas investigações sobre esses e outros assuntos em prol da segurança clínica, para fortalecer as conquistas obtidas por nosso país como referência internacional em excelência médica e hospitalar.

 

Federação Brasileira de Hospitais
Há 50 anos em defesa do Setor Hospitalar

Fonte: FBH

Voltar

FEHOSPAR
Federação dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviço de Saúde no Estado do Paraná

R. Augusto Stresser, 600 - Curitiba - PR - CEP: 80030-340
Fone: (41) 3254-1772 - e-mail: fehospar@fehospar.com.br

Copyright Fehospar © Todos os Direito Reservados.

hidea.com

Facebook