Acesso Associados       Contato
 
Notícias

Devido às mutações do vírus influenza, vacina da gripe deve ser tomada todos os anos

Com a chegada do outono e das mudanças climáticas, o Hospital Pequeno Príncipe reforça a importância de se vacinar contra o vírus influenza, que inclui as mutações H1N1 e H3N2. Devido às modificações virais recorrentes, a vacina não é vitalícia; ou seja, precisa ser refeita anualmente. No Centro de Vacinas Pequeno Príncipe, as doses já estão disponíveis para àqueles que querem garantir a imunização, sejam crianças ou adultos.

A partir do dia 23 de abril, os postos de saúde do Estado também devem receber a vacina, que, de forma gradativa, vai chegar ao montante de 3.516.000 doses, de acordo com a Secretaria da Saúde do Governo do Paraná. Até o momento, foram registrados 11 casos e dois óbitos causados pelo vírus, o que fez com que a procura pela vacina começasse de forma intensa.

Mesmo não tendo motivos pontuais para alardes, a coordenadora do Centro de Vacinas, Heloísa Giamberardino, aponta que a prevenção é a melhor maneira de se evitar qualquer surto. “Devemos ter cuidados básicos com a higienização correta das mãos e manter os ambientes limpos e arejados, por exemplo. Mas, com certeza, a vacinação é a principal maneira de se evitar a infecção pelo vírus influenza”, explica.


Fique atento:

Para quem a vacina da gripe é indicada?

A vacina é indicada para crianças a partir de seis meses de vida e o grupo prioritário na rede pública é composto por crianças de até cinco anos; gestantes; puérperas, isto é, mães que deram à luz há menos de 45 dias; idosos; profissionais de saúde; professores da rede pública ou privada; pessoas com doenças crônicas; e povos indígenas. Na rede privada, a vacina da gripe pode ser administrada e é indicada para todas as pessoas. 

 

Quem não deve tomar a vacina?

Bebês com menos de seis meses de idade ou pessoas com alguma contraindicação, como alergia grave ao ovo. 

 

Tomando uma única vacina, fico imune a quais vírus?

Ao  Influenza A (H1N1 e H3N2) e a dois vírus Influenza B (Yamagata e Victoria). O H3N2, que causou um surto nos Estados Unidos no último inverno, está contido na vacina de 2018. Na rede pública, será disponibilizada a vacina trivalente, que imuniza contra os vírus H1N1, H3N2 e influenza do tipo B Yamagata. 

 

Posso ficar gripado ou ter algum efeito colateral tomando a vacina da gripe?

A vacina da gripe não provoca gripe, pois é produzida com vírus mortos. O efeito colateral mais observado é um pouco de dor no local da administração. No entanto, também podem ocorrer febre e sensação de mal-estar. Mas a vacina é segura e eficaz.

Em caso de dúvidas, entre em contato com o Centro de Vacinas Pequeno Príncipe. O telefone é (41) 3310-1414. 

Fonte: HPP

Voltar

FEHOSPAR
Federação dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviço de Saúde no Estado do Paraná

R. Senador Xavier da Silva, 294 - São Francisco - Curitiba - PR - CEP: 80350-060
Fone: (41) 3254-1772 - e-mail: fehospar@fehospar.com.br

Copyright Fehospar © Todos os Direito Reservados.

hidea.com

Facebook