Acesso Associados       Contato
 
Notícias

Paraná Clínicas e Hospital Santa Cruz realizam cirurgia endovascular com técnica inédita no PR

Dois pacientes foram submetidos a cirurgias de embolização com agente Phill, no Hospital Santa Cruz, em Curitiba-PR. O procedimento, inédito no Paraná, é indicado para casos de malformação arteriovenosa medular e cerebral:  um emaranhado de vasos sanguíneos anormais que unem a artéria e veia na medula e no cérebro.

A embolização é um método menos invasivo, assistido por meio de imagens em um monitor de TV, recomendado para estes casos, que consiste na introdução de um cateter na virilha. “A técnica utilizada nestes dois pacientes é considerada inovadora, pois o agente usado, a substância Phill, é um liquido semelhante a uma cola médica que preenche todo o emaranhado de vasos sanguíneos”, explica o neurorradiologista intervencionista do Hospital Santa Cruz e da Paraná Clínicas, Dr. Marcelo Bolcato. “O agente em questão pode preencher mais vasos emaranhados, proporcionando assim uma cura mais rápida. Poucos profissionais estão aptos a usar esse tipo de agente”, afirma.

 

Indicações

A malformação arteriovenosa medular pode ocasionar diversos sintomas, inclusive a paralisia de braço ou pernas, dependendo da localização. “A cerebral tem sinais variáveis, como dor de cabeça, tontura e sangramentos”, explica o médico.

Nos dois casos em questão foi realização a embolização com agente Phill. “Neste paciente medular, observamos a piora dos sintomas a ponto de andar somente de cadeira de rodas e na paciente cerebral, as queixas de dores de cabeça eram fortes e frequentes”, esclarece o médico. “Tivemos resultados bastante positivos. O primeiro paciente voltou a andar sem ajuda do equipamento e na segunda paciente houve a melhora da dor de cabeça”, comemora o Dr. Marcelo Bolcato.

 

Outra vantagem da técnica é a recuperação pós-cirúrgica. “O paciente em geral permanece apenas três dias no hospital, sem cortes, com apenas um furo de agulha na virilha, sendo liberado às suas atividades normais apenas uma semana após alta hospitalar”, finaliza. Já o método de tratamento tradicional é a cirurgia, com a retirada do emaranhado de vasos sanguíneos.

O Hospital Santa Cruz conta com uma equipe multidisciplinar de neurologistas clínicos e neurocirurgiões, que discutem caso por caso, avaliando as vantagens técnicas da utilização de cada técnica de procedimento endovascular.

Fonte: HSC

Voltar

FEHOSPAR
Federação dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviço de Saúde no Estado do Paraná

R. Senador Xavier da Silva, 294 - São Francisco - Curitiba - PR - CEP: 80350-060
Fone: (41) 3254-1772 - e-mail: fehospar@fehospar.com.br

Copyright Fehospar © Todos os Direito Reservados.

hidea.com

Facebook